Manchester United vs Barcelona – CL By Pedro Pita Soares

Champions-LeagueQuarta-feira às 20.00 hora inglesas e portuguesas o Estádio de Old Trafford recebe um clássico do futebol europeu.

Manchester United vs Barcelona  – Duas super potencias, dois clubes que se sabem sempre superar na hora de maior dificuldade, com duas massas associativas tremendamente exigentes, como é o paradigma normal para quem viu jogar Best, Charlton, Law, Cantona, Beckham, Cristiano, Kubala, Cruyff, Romário, Guardiola, Ronaldo e Ronaldinho.

 

Uma reedição da grande final da Champions League do Olímpico de Roma de há dez anos, na qual o Barça de Guardiola e Messi vulgarizou o United de sir Alex Fergunson e Cristiano.

É muito interessante recordar esse jogo para se perceber o muito que mudou nos dois clubes na última década, gloriosa para o Barcelona e de decadência para o United.

Messi

O Barça, no primeiro ano com Pep Guardiola ao seu comando, alinhou com a seguinte equipa: Valdés; Puyol, Touré, Piqué e Sylvinho; Busquets, Xavi e Iniesta; Messi, Eto’o e Henry.

Jogaram ainda Keita e Pedro, tendo sido a ausência de Daniel Alves, o lateral direito titularíssimo de toda a temporada, suprida com mestria pelo capitão Carles Puyol.

Manchester-United
O Manchester United de sir Alex Fergunson alinhou com o seguinte onze: Van der Sar; O’Shea, Ferdinand, Vidic e Evra; Anderson, Carrick, Park e Giggs; Ronaldo e Rooney. Na segunda parte entraram Schooles, Berbatov e Tevez, tendo sido muito notada a ausência do capitão Gary Neville.

Depois desta final haveria muita polémica pela suplência de Tevez, que obrigou Cristiano Ronaldo a jogar numa posição que então era estranha para si(nota: mas na qual hoje em dia é aquela em que joga), facto que não terá sido do agrado do craque português, que nesse final de temporada rumaria ao Real Madrid.

Manchester United vs Barcelona

Comparar a equipa do United de 2009 com a sua formação atual é quase penoso, e mostra bem o duro caminho que o clube terá que trilhar para voltar a ser o colosso europeu que em tempos foi.

Alex Ferguson

A decadência foi acentuada em 2013 com a saída de Sir Alex Fergunson, que marcou o fim de uma era de 26 anos de tremendo sucesso, e que o clube ainda não conseguiu solucionar ao cabo de várias experiências fracassadas, como Van Gahl e Mourinho.

A simples lista dos jogadores caríssimos que fracassaram nos últimos anos no United é absurda, o United nos últimos anos por exemplo gastou mais que o seu arquirrival City, com resultados muito magros.

Piquet-messi
No Barça sobram “apenas”, Piqué, Busquets e Messi, mas a equipa soube reinventar-se ano após ano.

É certo que o guardiolismo que se respirava em 2009 esmoreceu, essa aposta num bando de miúdos da formação que foram capazes de vencer tudo o que era inimaginável, quer no clube quer na sua seleção, essa capacidade de apostar na cantera já não se vê.

Em vez disso o Barça teve alguns fracassos, mas tudo somado passou de ter boa cantera a ter boa cartera, ou seja, ter um bom scouting e gastar bem o dinheiro.

Está claro que há uma forma mais simples de explicar o sucesso blaugrana. Ter um jogador absolutamente genial, capaz de levar a equipa às costas e resolver o problema metendo a bola lá dentro quando é preciso, que mete golos, dá assistências, joga, faz jogar, e que é um terror para qualquer equipa que jogue contra o Barça.

Por isso continua a ganhar contra a mal discência dos frustrados, quer de aquém quer de além-mar, a ganhar sem Xavi, a ganhar sem Iniesta e a ganhar sem Neymar, porque quem ganhou com Messi foram obviamente eles.

Man united-champions-league
Quanto ao momento das equipas o United chega a este jogo com uma tendência de resultados negativa, depois de um grande início do treinador Solskjaer.

Nos últimos quatro jogos perderam três, dois contra o Wolves e um contra o Arsenal.

Em Old Trafford perderam o jogo da primeira mão contra o PSG, antes dos suplentes do United conseguirem operar um autêntico milagre em Paris.

A boa notícia, ou não, é que os titulares estão de volta para esta eliminatória.

O Barça tem estado intratável nesta época, e acaba de colocar um ponto final na Liga Espanhola ao vencer o Atlético de Madrid no Camp Nou neste Sábado.

Sem ser nos jogos da Copa del Rey, nos quais o Barça tem estado claramente a rodar jogadores, o Barça “normal” não perde um jogo há cinco meses.

Este ano tem como grande objetivo a reconquista da Champions, conforme o então novo capitão de equipa Leo Messi o disse no primeiro jogo do ano, no torneio Juan Gamper do verão passado.

Ernesto Valverde soube nos últimos dois anos tornar o Barça numa equipa versátil e competitiva, às até um pouco cínica, mas capaz de fazer o que o jogo pede que seja feito.

São duas equipas que têm o seu ponto forte no ataque, sendo que o Barça é uma equipa mais equilibrada e menos “louca” que o United do norueguês Solskjaer.

Pedro-Pita-Soares

Acredito num jogo com golos no plural porque são duas equipas que não sabem jogar para o 0-0, e gosto muito da Odd, creio que inclusivamente pode haver valor em mais golos, mas que a partir do over 3 é mais arriscado.

Manchester United vs Barcelona 
Tip: 
Over 2.75 @ 1.85 na Tripbet