Teorema de Bayes nas apostas desportivas

Teorema de Bayes nas apostas desportivas

Teorema de Bayes nas apostas desportivas – Quando carregamos na aplicação meteorológica do telemóvel e vimos que existe uma probabilidade de chover às 14H00 de 60%, e às 15H00 de 40%, e às 16H00 de 70%, como é que se chega a este resultado?

 

Teorema de Bayes nas apostas desportivas – Na base deste cálculo está o Teorema de Bayes, matemático do século XVIII, que, apenas no seculo XX, se entendeu e descobriu o verdadeiro potencial do seu desenvolvimento.

Na sua base, este Teorema descreve a probabilidade de um evento posterior B ter influência no evento original A, designando-se por Inferência de Bayes ou Bayesiana. A influência e alteração da probabilidade do evento original A ocorrer é alterada pela acção do evento B.

O exemplo do cálculo da probabilidade de chover é unanimemente utilizado quando se tenta explicar a importância deste Teorema, pois de uma forma simples, é fácil de entendermos a sua essência. O nosso evento original A, será a probabilidade de chover ou não, e o nosso evento B, a existência de nuvens.

Ou seja, facilmente no nosso bom senso concluiríamos que a existência de nuvens no céu capazes de produzir precipitação irá certamente influenciar a probabilidade de chover. E no decorrer do dia, também entenderíamos que caso as condições se alterem, por exemplo o aumento da percentagem de nuvens, alteraria o nosso cálculo pré feito.

Resumidamente, o Teorema traduz-se da seguinte forma:

Teorema de Bayes nas apostas desportivas

Onde:
P(A) = probabilidade de ocorrência de chuva
P(B) = probabilidade de existência de nuvens
P(B | A) = probabilidade de nuvens existente capazes de produzir precipitação

Aplicação e Modelização de modelos com aplicação do Teorema de Bayes

A busca por tornar o nosso resultado estimado certo, a nossa expectativa que um evento ocorra ou a tentativa de aperfeiçoamento, complementam claramente, o interesse e a adrenalina nas apostas desportivas.

Neste contexto a aplicação da matemática e estatística aos modelos de previsão de resultados têm tido um grande desenvolvimento, sejam estes, cartões, golos, cantos, etc.

Inclusive existirão por esta altura inúmeras aplicações de algoritmos do tipo “machine learning” com capacidade de Inteligência Artificial a correr bases de dados e a aprimorar o resultado final.

Modelização de Apostas e Grupos de LIVE

É, provavelmente, desta forma que se conseguirá atingir o potencial máximo do Teorema de Bayes, pois de que outra forma conseguiremos ver aquilo que a nossa intuição ou 6ºsentido não alcançam?

Como tal acabamos por nos “especializar” em determinado desporto, liga e mercado.

Neste sentido, o conhecimento deste Teorema, será um complemento do nosso modelo, ou de ajuda no momento de tomar uma decisão, vejamos o seguinte caso prático:

“Pretendemos saber, qual a probabilidade do Benfica marcar 1 golo ou mais na 1ª parte num jogo contra o Moreirense, no estádio da Luz?”

– A resposta é directa: acedemos a um site de estatísticas e verificamos que na época de 2019/2020, à data presente, o Benfica tem uma média de 1,17 golos por jogo na primeira parte em casa, o que dá uma percentagem de 83%.

Agora, quando saem as equipas iniciais, verificamos que o Benfica em vez de jogar com 2 avançados, vai jogar apenas com 1.

A nossa intuição leva-nos de imediato a pensar em retirar a aposta, contudo, existe uma maneira de fundamentar e a avaliar a nossa tomada de decisão – através da aplicação do Teorema de Bayes.

Assim sendo, teremos:

P(A) = percentagem de jogos em que o Benfica marcou na 1ªparte em casa
P(B) = percentagem de jogos em que o Moreirense sofreu na 1ªparte a jogar fora
P(B|A) = percentagem de jogos em que o Benfica marcou na 1ªparte, jogando com 1 avançado de início

P(A) = 83%
P(B) = 58%
P(B|A) = 53%
P(A|B) = (0,53*0,83)/ (0,58) = 0,76 = 76%

Teorema de Bayes nas apostas desportivas

Teorema de Bayes

Betopedia Telegram

Podemos então concluir que o facto de jogar apenas com um avançado não será relevante para a nossa análise, visto que o Benfica, terá uma probabilidade de marcar em 76% das vezes ao Moreirense na primeira parte do tempo regulamentar.

Este resultado, que à partida, poderíamos ter desistido de imediato da nossa aposta, aquando do conhecimento dos novos factos, e, eis que, quando temos em conta o adversário e os novos dados, inserindo na fórmula, permite-nos uma conclusão e decisão mais fundamentada.

Ferramentas como esta, permitem criar uma maior sensibilidade na análise, pois nada é pior para o apostador que os dogmas e as crenças assumidas.